Ao descobrir sobre os benefícios da Ozonioterapia e constatar que a sua difusão ainda é tímida no Brasil, muitas pessoas naturalmente se perguntam sobre a segurança do método.

O respaldo científico da técnica é imenso e corroborado por milhares de testes, que são crescentes em diversos países ao longo de mais de 100 anos de estudos. O tratamento com Ozonioterapia não só é indicado por sua segurança e eficácia, mas também por sua mínima taxa de efeitos colaterais e contraindicações!

Como é o respaldo do tratamento com Ozonioterapia ao redor do mundo?

Os países Suíça, Áustria, Estados Unidos e Austrália são alguns exemplos de como o estudo do Ozônio Medicinal pode ser benéfico para toda a população. A lista, porém, é muito maior!

Só na Alemanha, as evidências científicas se acumulam através de testes em milhões de pacientes! Desde 1972, a Sociedade Médica Alemã Para Ozonioterapia promove pesquisas, cursos e congressos sobre o assunto.

Em toda a Europa, são 1500 médicos atuantes na pesquisa deste tema, sendo que o governo da Itália já alcança taxas de recuperação de até 95% em enfermidades como hérnia de disco.

É por esta característica universal que a Ozonioterapia se destaca: os médicos a recomendam, principalmente, como tratamento complementar, a fim de garantir resultados rápidos, seguros e com pouco impacto sobre o bem-estar dos pacientes.

Além desta visão, países como Cuba provam que a técnica é também promissora enquanto terapia principal. É o que apontam diversos casos reportados em seus quase quarenta Centros Médicos Clínicos de Ozonioterapia.

Seja como tratamento central ou terapia secundária, sobram estudos sobre a eficiência e as possibilidades de aplicação da técnica. No Brasil, infelizmente, esta realidade ainda caminha devagar!

Todos os estudos que já foram realizados aqui conquistaram resultados promissores – Dentistas, inclusive, já utilizam a técnica em inúmeros procedimentos e enfermeiros já foram instruídos sobre a sua aplicação externa.

Quais os cuidados básicos nos procedimentos?

O principal argumento de quem insiste em negligenciar um tratamento tão eficaz e reportado ainda é o suposto caráter experimental da aplicação do Ozônio Medicinal.

Este raciocínio se mostra equivocado quando refletimos sobre a sua enorme adesão e evolução, que não pára de crescer desde a Segunda Guerra Mundial. Bastam apenas alguns cuidados básicos para que o procedimento seja comprovadamente seguro, assim como ocorre na grande maioria dos tratamentos médicos.

O principal é garantir que os pacientes sempre procurem conhecer a origem dos treinamentos e da formação de seus médicos, procurando por referências de peso. Esta atenção é ainda mais importante em países como o nosso, que ainda não dispõem de uma regulamentação apropriada.

A inalação é totalmente vetada, pois o Ozônio Medicinal também pode causar intoxicações. Este é o único risco sério provocado pela substância, que inclusive só pode ser provocado por um caso extremo de negligência.

Você sabia que a Ozonioterapia praticamente não tem efeitos colaterais?

Apenas 40 efeitos discretos já foram relatados em todo o mundo, sendo que todos esses casos continham fatores externos que influenciaram a situação dos pacientes.

Neste sentido, quando realizado por profissionais qualificados, o tratamento pode ser considerado um dos mais seguros e eficientes do mundo!

No caso específico dos anêmicos, um relatório detalhado sobre as condições de saúde pode ser solicitado para evitar efeitos indesejados, mas em todas as outras situações, os efeitos colaterais são praticamente indetectáveis.

Comentários

15 Replies to “A Ozonioterapia é um tratamento seguro? Saiba tudo sobre ele!”

  1. […] método complementar para a diminuição dos efeitos da paralisia cerebral, o tratamento com ozonioterapia é uma opção absolutamente segura para tratar mais de 200 […]

  2. […] um excelente aliado para o tratamento de insuficiência cardíaca e diversas doenças, com resultados seguros que o destacam em países que são referência em tratamentos […]

  3. […] De forma totalmente segura, o composto é capaz de modular o estresse oxidativo, melhorar a eficiência de transporte de oxigênio e ainda desempenhar funções antimicrobianas e cicatrizantes. […]

  4. […] Então, vamos citar apenas alguns exemplos doenças que podem ser tratadas de forma integrativa com a segurança do ozônio: […]

  5. […] Na literatura estrangeira, são mínimos os relatos sobre efeitos colaterais com uso do ozônio medicinal. […]

  6. Maria Cristina de Souza Pereira 4 anos ago

    Boa noite
    Desejo uma informação tenho bronquiectasias nos pulmoes desde minha infância tenho 48 anos e agora estou usando balão de oxigénio. Estou na 10 sessão de autohemoterapia com ozônio com qto tempo posso sentir uma melhora. Vcs sabem me dizer.
    Fico aguardando. Um grande abraço.

    1. Olá, Maria Cristina!
      A equipe Saúde com Ozônio agradece o seu contato conosco.

      Isso é muito relativo, uma vez que depende de como organismo da senhora reage ao tratamento (de maneira mais lenta ou mais rápida), se a senhora esta seguindo toda a prescrição de maneira correta, permanecendo com os tratamentos convencionais, entre outros fatores. É necessário entrar em contato com o terapeuta da senhora para que ele auxilie a senhora da melhor maneira.

      Ao utilizar o ozônio para sua saúde, o mínimo que ele fará por você é:
      • Melhorar qualidade de vida;
      • Diminuir os efeitos colaterais de medicamentos;
      • Aumentar sua imunidade;

      1. Posso usar cinta após as aplicações?

        1. Olá, Selma!

          Converse com os especialistas da Dr. Ozônio, é só ligar no número (11) 4858-8000 ou converse pelo WhatsApp (11) 95726-6578.

          Ficaremos felizes em atende-la! 💙

  7. […] Com base em um amplo histórico de registros baseados em aplicações e estudos ao redor de todo o mundo, o estudo sistemático se propôs não apenas a avaliar as vantagens que a técnica possui enquanto intervenção avançada para feridas crônicas, mas também a segurança do ozônio. […]

  8. […] bom exemplo sobre a efetividade da técnica está em um estudo científico publicado por médicos russos no periódico médico norte-americano PubMed. Nele, 126 pacientes em […]

  9. […] são amplamente recomendados no combate do dermatófito que causa o pé de atleta. É uma técnica segura, que acumula milhões de adeptos ao redor do […]

  10. […] de ser totalmente seguro e praticamente livre de efeitos colaterais, o tratamento com ozonioterapia desempenha um poderoso efeito contra problemas circulatórios, […]

  11. Em média, quanto tempo se leva para sentir os benefícios da ozonioterapia?

  12. É normal ter os batimentos cardíacos acelerados durante o travamento do ozônio de forma retal?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *